sem moderação

sem moderação

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

CLIMA DE TENSÃO EM VITÓRIA DA CONQUISTA E REGIÃO

Como diz o cantor Edson Gomes, "as pessoas se trancam em suas casas, pois não há segurança nas vias públicas". Esta frase retrata bem a tarde desta segunda-feira na cidade de Vitória da Conquista. Com os policias militares parados, os criminosos fazem a festa, ou melhor, o arrastão pelos bairros conquistenses. O dia começou com registros de assaltos nas avenidas Juracy Magalhães, Eduardo Magalhães e no centro da cidade. O comércio fechou e os ambulantes desarmaram as barracas.
Mas, já nesta madrugada, quatro homens armados invadiram um bar na Avenida Itabuna, bairro Patagônia, levando 3 mil reais, além de cigarros e isqueiros.
As instituições particulares de ensino já haviam pronunciado adiamento das aulas, e, no decorrer desta manhã, as escolas e universidades públicas tomaram a mesma medida. No caso da Uesb, os três campi pararam (Vit. da Conquista, Itapetinga e Jequié). Até porque, também, na maior cidade do sudoeste, as viações de transporte público coletivo recolheram as suas frotas.
O Sindicato dos Bancário de Conquista e Região solicitou o fechamento das agências de VCA, Itapetinga e Poções, que encerraram o expediente ao meio-dia. O presidente do sindicato, Delson Coêlho, orienta para que a população evite usar também o auto-atendimento.
Segundo a imprensa conquistense, foram sete homicídios na cidade durante o fim de semana, sendo seis na área urbana e um no povoado da Batalha.
Também acontecem atos de vandalismo sem ser acompanhado de roubo ou homicídio. Mais um caso, na noite deste domingo, foi registrado na praça Tancredo Neves, centro. A loja Limão Doce teve uma das vitrines depredada.
A greve da PM não tem prévia de término, assim como a normalidade do cotidiano da região.
(Fotos: Blog da Resenha Geral)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça do seu comentário uma grandeza diante dos nossos problemas municipais, familiares, sociais, humano e desumano. Seja autêntico e resista as más intenções contra a humaniddae.